domingo, 26 de maio de 2013

Mudas Nativas e Arvores Nativas de Ipe Branco


ipe branco
IPÊ BRANCO
(Tabebuia roseo alba)

Ocorrência  Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e norte de São Paulo, podendo ocorrer em alguns estados do nordeste.
Outros nomes  pau d'arco, ipê do cerrado.
Características árvore de médio porte, heliófita, de crescimento muito lento, secundária inicial. Alcança de 7 a 16 m de altura. Tronco reto com casca castanho-amarelada e escamas irregulares. Ramos jovens resvestidos de pêlos. Folhas compostas, trifolioladas, com longo pecíolo, folíolo ovais ou ovais-oblongos, levemente pubescentes em ambas as faces. Flores grandes, branco-arroxeadas. Fruto cápsula arredondada, muito longa e fina, com numerosas sementes aladas.
Habitat - floresta estacional semidecidual, em regiões onde o relevo ou o clima impedem a ocorrência de geadas.
Propagação  sementes
Madeira  moderadamente pesada, macia, superfície lustrosa, ótima durabilidade.
Utilidade  madeira de boa qualidade, usada na construção civil, assoalhos e vigamentos; na construção naval e em obras externas como postes, mourões e esteios, embora raramente se encontrem indivíduos de grande porte. Muito utilizada como ornamental, essa espécie pode ser empregada também em reflorestamentos, em regiões livres de geadas.
Florescimento  junho a outubro com a planta totalmente desprovida de folhagem.
Frutificação  a partir de outubro
http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas_2.htm#ipebranco

Nenhum comentário:

Postar um comentário